Esse é um lugar pra tirar o chapéu...



A oficina do Papai Noel

Às vésperas do Natal, voluntários aceleram as ferramentas para transformar brinquedos doados no Pedágio do Brinquedo em objetos capazes de levar alegria a crianças.
Até a tarde de ontem, mais de 48.270 brinquedos já haviam sido entregues a crianças pobres de Porto Alegre, na quarta edição do projeto, o que exigiu trabalho intenso de entrega e separação das doações.
Antes de chegar a seus novos donos, parte dos brinquedos teve de passar por um verdadeiro hospital: a Oficina do Papai Noel.
Voluntários e funcionários da prefeitura da Capital se revezam para fazer o trabalho de limpeza, separação e conserto do que é doado.
O trabalho braçal, que ocorre diariamente no Cais do Porto, no Armazém A, é feito com orgulho e dedicação por profissionais como o auxiliar de serviços gerais da prefeitura Marco Benites, 52 anos.
– É uma terapia – garante Benites, que trabalha na reconstrução dos brinquedos doados, de onde saem novos carrinhos e produtos eletrônicos.
– Aqui até bateria de celular é reutilizada. Para mim, quanto mais difícil possa parecer de ser remontado, melhor – afirma.
O guarda municipal Luiz Fernando de Oliveira, que em 2009 trabalha pela terceira vez na oficina, diz que o processo de reconstrução se assemelha a uma fábrica de peças novas.
– Aqui a produção é em série.
Separamos os brinquedos em que ainda faltam peças e esperamos as próximas doações.
Muitas vezes, o que falta pode se aproveitar de outro brinquedo.
A iniciativa do Pedágio do Brinquedo é uma parceria entre Grupo RBS, Grupo Zaffari e gabinete da primeira dama da prefeitura de Porto Alegre. Os brinquedos podem ser doados nas unidades dos supermercados Zaffari.
Z.Hora,16.12.09